Jaboticaba Preta

Minha foto
Uma mulher com coração de menina, tímida, extrovertida, corajosa, medrosa, criativa, sem noção, paciente, afobada, carinhosa, estúpida,entre outros adjetivos que surgem conforme o dia e a situação. Mas sou sempre filha, irmã, esposa e agora mãe!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Liège/Luik

Liège ou Luik como é chamada em holandês é a capital da provícia também com o mesmo nome já na região da Valônia. Foi o passeio que mais me trouxe surpresas.A Bélgica é composta de duas regiões: Flandres e Valônia. A região da Valônia o idioma é o francês e a sensação de que você está em outro país, mesmo não cruzando nenhuma fronteira, é visível. As pessoas são diferentes, a arquitetura é também muito diferente.

Eu nunca tinha ido à Liège. Alguns ex-colegas de trabalho me diziam que a cidade era bonita, mas a região era muito pobre. Passamos de carro uma vez, mas o trecho que fomos acredito ter sido em alguma periferia. Jaboticabão que não é turista só me disse assim dentro do carro: "Esta é a cidade que você tanto queria conhecer". Nem precisa descrever minha cara de decepção. Era um lugar feio pra caramba. Quando nossas visitas vieram, Liège estava no roteiro, mas a minha expectativa e vontade de visitar a cidade era zero. (Imaginava uma Tongeren 2)

Nossa idéia era fazer um city-tour em Liège e a saída para o tour de bondinho é a partir da praça Sint-Lambertus. Pesquisamos no site de turismo da cidade e encontramos o programa ideal para nós. De trem, partimos de Tongeren até a estação Liège-Palais. A viagem é curta e o preço da passagem ida e volta nos custou €8,50 por pessoa. A estação de trem em Tongeren é bem limpinha, mas muito feia. Acredito que não pintam a estação a pelo menos uns 20 anos. O caminho até Liège é de uma vegetação encantadora. Pequenos morros, grandes fazendas e algumas cidadezinhas no meio do nada que mais fazem lembrar os filmes de faroeste americano. Uma das paradas da viagem de trem era em Milmort. Olha só o nome da cidade hehehe Quando traduzi para a visita holandesa o que o nome da cidade em português fazia lembrar ela riu muito e disse: "Você viu o que está estacionado ao lado da estação? Estão esperando por nós para completar as Mil-Mortes hehehe ". Não deixei de registrar o carro funerário hehehehe Aquilo virou piada por muito tempo :) Mais pra frente outra estação, Herstal,  nos deixou até com um certo receio.  Acho que a última vez que reformaram a estação foi antes da I Guerra. Impressionante o estado.  Um lugar que eu jamais irei à noite.
Estação Milmort (carro funerário ao fundo)
Estação Herstal (reparem no telhado!)

Já em Liège, no que você sai da estação já da para ver a grandiosa catedral de Sint-Lambertus. Quando chegamos na praça fomos imediatamente na secretaria de turismo da cidade e  também no local onde partem os bondinhos para o city-tour. Tudo pertinho gente. Mó conforto! :) Quando chegamos no local para comprar os ingressos, descobrimos outra grade de horários, diferente do que estava no site oficial de turismo. Felizmente o lugar para pegar o bondinho era próximo de várias lojas. Ahhhh as lojas, meninas, lá encontrei roupas lindas e muito mais baratas que nas outras cidades que visitamos.

O passeio com duração de quase 1 hora  foi muito legal. O preço do ingresso nos custou € 5 por pessoa. O ponto negativo eu diria que o passeio é narrado em francês e holandês, o que dificulta a compreensão caso você não domine estas línguas. O ponto positivo foi que eu me surpreendi com a grandeza de Liège e sua beleza cultural. A cidade é uma pérola e de uma simpatia que eu não podia sequer imaginar que tivesse. O nosso dia foi curto, mas com certeza voltarei para conhecer ainda melhor a cidade. Eu fiz algumas fotos, mas como o dia estava muito nublado, a qualidade ficou a desejar.





Moderníssima estação Liège-Guillemins


Clique na imagem para ampliar e diga qual bandeira vc vê na janela! :D



4 comentários:

Simone Westerduin disse...

Jaboticaba nunca fui a Liege, mas tenho uns conhecidos por la. Como eu te disse, fui a Tongeren e adorei, achei tudo lindo, como eu ja havia gostado de Antuerpia, Gent e achei Bruge muito popzinha um infeno de turistas quando eu fui, nem foto direito deu pra tirar.

Eu tenho uma amiga que diz (e olha 'e ela e nao eu) que a Belgica 'e a Holanda piorada, porque nessa confusao de meio frances, meio holandes eles acabam nao tomando decisao nenhuma.

Beijao

Jaboticaba Preta disse...

Oi Simone, sua amiga está coberta de razão. Veja o parlamento, já se passou um ano e eles ainda não chegaram a um acordo para formar o novo governo hehehe Mas algo tenho que deixar claro. Aqui tudo é muito limpo!! Você não vê lixo jogado no chão ou nos locais vagos. Isso vale e conta muito também :)

chriscba disse...

Ui Valonia tem uns lugares bem estranhos, sem manutencao, velho, caindo aos pedacos. So a beleza natural para ajudar. A estacao de Luik e bem bonita mesmo, e tbm gostei do que comi la, em uma Brasserie... limonada super joia!!
Da Belgica eu gosto muito de Leuven, a parte de lojas e da prefeitura e bem gostosa de andar, visitar e comprar. Tbm gosto de Bruxellas apesar de ter umas partes macabras, mas como toda cidade maior ne? E Bruges e bem legal para turismar :) Valonia eu acho muito sujo, sei la...^^


bjus

Jaboticaba Preta disse...

Oi Chris, obrigada pela visita e as dicas aqui na Bélgica. Você indica passeios turísticos pouco explorados? Um abraço e volte sempre